Notícias

Convite do Papa para a Jornada Mundial em Cracóvia na Polónia

05222048

Voluntários polacos levam ramos de Assis e Jerusalém a responsáveis políticos, como símbolo de paz

Cidade do Vaticano, 20 mar 2016  – O Papa convidou hoje os jovens a participar na próxima Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que vai decorrer em Cracóvia (Polónia), na última semana de julho.

“A minha saudação especial vai para os jovens aqui presentes e estende-se a todos os jovens do mundo. Espero que possam vir em grande número a Cracóvia, pátria de São João Paulo II, que iniciou as Jornadas Mundiais da Juventude”, desejou Francisco, no final das celebrações do Domingo de Ramos a que presidiu na Praça de São Pedro.

O dia inicial da Semana Santa é dedicado nas dioceses católicas de todo o mundo à celebração do 31.º Dia Mundial da Juventude, que em 2016 “terá o seu ponto culminante no final de julho, no grande encontro mundial em Cracóvia”, como recordou o Papa.

O tema escolhido é ‘Bem-aventurados os misericordiosos, pois alcançarão misericórdia’.

Francisco confiou à intercessão de São João Paulo II os últimos meses de preparação da JMJ 2016, “peregrinação que, no quadro do Ano Santo da Misericórdia, será o Jubileu dos jovens ao nível da Igreja universal”.

Na Praça de São Pedro estavam vários jovens voluntários de Cracóvia, que no regresso para a Polónia vão levar ramos de oliveira recolhidos em Jerusalém, Assis e na Abadia de Montecassino – fundada por São Bento, padroeiro da Europa –, abençoados pelo Papa.

Segundo Francisco, este é um “convite a cultivar propósitos de paz, de reconciliação e de fraternidade”.

“Obrigado por esta bela iniciativa, vão em frente com coragem”, disse aos voluntários da JMJ.

A decoração da Praça de São Pedro foi feita com ofertas de empresas italianas: 10 mil plantas aromáticas, 7 mil flores, 30 mil ramos de oliveira e 2300 “palmurelli”, folhas de palmeira entrançadas.

O Papa vai visitar a Polónia de 27 a 31 de julho, com um programa que vai incluir uma passagem pelo campo de concentração nazi de Auschwitz.

Esta é a segunda vez que uma cidade polaca acolhe a edição internacional da JMJ, depois de Czestochowa, em 1991.

As Jornadas Mundiais da Juventude nasceram por iniciativa de São João Paulo II (1920-2005), após o sucesso do encontro promovido em 1985, em Roma, no Ano Internacional da Juventude.

Cada JMJ realiza-se, anualmente, a nível diocesano no Domingo de Ramos, alternando com um encontro internacional a cada dois ou três anos numa grande cidade: em 1987, Buenos Aires (Argentina); em 1989, Santiago de Compostela (Espanha); em 1991, Czestochowa (Polónia); em 1993 em Denver (EUA); em 1995, Manila (Filipinas); em 1997, Paris (França); em 2000, Roma (Itália); em 2002, Toronto (Canadá); em 2005, Colónia (Alemanha); em 2008, Sidney (Austrália); em 2011, Madrid (Espanha) e Rio de Janeiro (Brasil), em 2013.

About the author

Comunidade Kerygma